Ponto de vista do Pete

Agora já faz alguns dias que Ae saiu em sua viagem de férias e durante esse tempo eu me tornei familiar com uma palavra: Solidão.

*Suspiro*

O professor ainda estava falando, mas eu não estava prestando atenção, estava entrando por um ouvido e saindo pelo outro. Eu estava pensando em ir para casa hoje a noite, porque estava sozinho. Não tinha ninguém no meu apartamento para comer comigo, ninguém para dormir ao meu lado e ninguém para me acordar no meio da noite para assistir futebol.

Ae, você também sente minha falta?

Quando eu sinto falta de alguém eu realmente começo a me sentir solitário.

Quando eu me tornei alguém que tem medo da solidão? Me perguntei, mesmo sabendo que tinha passado uma semana das férias com Ae antes e que poderia ver ele assim que ele voltasse. Até mesmo quando eu estava ocupado e não pude ver ele por alguns dias durante a mudança para o apartamento novo eu não me senti assim. Errado. Eu não deveria dizer isso dessa forma, porque naquele tempo eu já ficava muito feliz só de poder ver ele.

Desde que começamos a ficar juntos e namorar, nós só ficamos separados por alguns dias, mas mesmo assim eu já estava me sentindo solitário …

Agora mesmo Ae ainda está viajando com seus amigos, ele não deve sentir minha falta.

*Suspiro*

– Pete, você está bem? Está desconfortável?

Depois que aula terminou eu deitei a cabeça na mesa com o rosto para baixo e uma menina que estava sentada do meu lado veio me perguntar se eu estava bem, ela parecia preocupada, por isso me virei um pouco para o olhar e responder.

– Eu estou bem.

– Então no que você está pensando? Eu te ouvi suspirar a aula inteira.

Ela ainda estava preocupada, então neguei com a cabeça, que ainda estava contra a mesa.

– Não é nada, estou bem, de verdade. – Assegurei a ela com um sorriso, mas a mão dela subitamente se levantou na minha direção para me verificar.

– Mas seu rosto está pálido, você está doente? Está com febre?

– Não!

– …

Eu a vi levantar a mão para tentar verificar minha temperatura e eu simplesmente queria escapar, o que ocasionou um silêncio estranho entre nós dois, ela estava espantada.

– Ele já disse que está bem, você vai continuar incomodando ele mesmo assim? Ele não está interessado em você.

– Ai’Tin.

– Ai’Pete, eu … eu vou embora primeiro.

Quando eu me virei, ela se despediu rapidamente de mim e se levantou, indo se juntar com suas amigas na porta da sala, mas mesmo assim eu ainda podia ouvir a conversa delas.

– O que foi isso?! O que aconteceu com o Ai’Tin? Quem ele pensa que é? Na verdade ele é bem ridículo!

– Bem, todo mundo sabe que ele parece um cachorro pronto para morder todos ao seu redor, no fim das contas ele tem um temperamento bem explosivo.

O grupo de meninas saiu da sala. Quando me virei para Tin ele estava olhando seu celular. Ele realmente não se parecia nada com o que elas tinham falado, principalmente enquanto sorria para seu celular, então eu só o lembrei gentilmente: – Tin, você não deveria falar dessa forma, se não vão começar a criar rumores. As pessoas vão começar a ficar contra você, mesmo que você não seja o tipo de pessoa que eles dizem.

– Que tipo de pessoa eu sou? – Ele se virou para olhar para mim quando perguntou aquilo, pisquei um pouco, então respondi:

– Eu não sei que tipo de pessoa você é, mas eu realmente gostei como você ficou quando Can pediu seu número. Se você é realmente difícil como as pessoas dizem, então como o Can poderia ter aceitado o você de agora?

Sorri para ele e não contei o que Can tinha me confidenciado. Eu sei muito bem que o relacionamento deles provavelmente já ultrapassou a amizade, pelo menos os sentimentos do Tin já ultrapassaram a amizade.

Tin finalmente guardou o celular e mudou um pouco seu tom de voz.

– Você é muito gentil, obviamente você já sabia o que ela queria quando se aproximou de você.

– Bem, eu nunca dei esperanças a ninguém e você sabe que não tenho esse tipo de sentimentos por garotas.

Fui direto com ele, porque ele já sabia sobre mim. Pensei que ele fosse dizer algo desagradável sobre Ae, mas ele não fez isso, em vez disso ele me perguntou algo em um tom amigavelmente não usual: – São as férias dele, você o viu?

– Bem, se você está falando do Can, eu não o vi.

Eu não consegui evitar sorrir e o provocar. Parecia que ele estava brincando comigo e seu humor estava melhor. Nos levantamos e fomos atéo   estacionamento conversando.

– Ele vai vir para a faculdade depois das férias?

Ele fez soar como se estivesse perguntando sobre Ae, mas eu sabia que na verdade ele estava perguntando sobre Can. Desde que ele não perguntou aquilo diretamente eu fingi que não sabia do que ele estava falando e continuei a respondê-lo, então ele disse: – Claro, eu estou falando do Can, não dele.

– Parece que eles vão ter treino daqui duas semanas, eles apenas saíram para se divertir durante as férias. Oh sim, Can me disse pelo Line que mudou de número, você sabia disso?

Quando eu terminei de falar eu apenas ouvi a risada de Tin e foi tão inacreditável que eu quis olhar para ele para confirmar. Aconteceu que quando eu olhei para ele eu realmente vi ele sorrindo e rindo. Era o tipo de risada no qual não dava para acreditar.

– Você mudou muito recentemente!

– Como?

Ele parou de sorrir.

– Apenas … você está melhor do que antes. Sim, você não precisa dizer nada, eu aposto que essa mudança tem haver com Can.

Tin estava atordoado, como se pensasse se deveria ou não responder aquilo. No passado ele teria me dito o quanto eu era ignorante sobre o mundo, mas agora ele só caminhou a minha frente e eu o segui até o estacionamento.

Pensei que ele não responderia mais nada, mas então ele disse:

– Você deveria pensar assim.

Suas palavras me fizeram querer rir bem alto e eu pensei que aquilo deveria ser compartilhado com Ae, coincidentemente o som de notificação da Line soou naquele momento.

Ae:  Nós chegamos em Pranburi e estamos nos preparando para ir à praia jogar futebol.

Só aquela simples frase já me deixou super feliz. Você acha que eu estou exagerando? Naquele momento eu estava tão feliz que comecei a sorrir, não consegui evitar, eu já estava feliz apenas por ele me dizer sua programação.  Nós não conversamos muito noite passada, porque ele tinha que arrumar as coisas dele e ele queria assistir um jogo importante. Eu pensei que ele devia estar muito concentrado no jogo, por isso não o incomodei muito com mensagens.

– Diga a ele que você está comigo agora.

Eu tinha acabado de escrever para Ae que estava na faculdade quando Tin disse aquilo. Meus olhos foram do celular para ele, então balancei a cabeça.

– Você está tentando deixar Ae com raiva, mas eu tenho que te lembrar que o relacionamento dele com Can é forte como ferro.

Eu não sabia se estava pensando demais, mas naquele momento a expressão de Tin se tornou realmente feia. Me apressei em desviar o olhar para procurar meu carro no estacionamento, sentindo profundamente que já tinha visto aquela expressão antes.

– Eles têm um relacionamento particularmente bom?

Eu tenho certeza que já vi essa expressão antes.

– Quem, com quem? – Eu não conseguia segurar a tentação de fazer ele falar o nome de Can.

– Can … com esse cara.

Eu não sei por que Tin se recusa a dizer o nome de Ae e nem por que seu tom se tornou mais frio do que antes. Eu tive que responder: – Bem, Can me disse que Ae o ajudou muito. Eles se conheceram no começo das aulas e depois os dois entraram no mesmo time de futebol, então o relacionamento deles é muito bom e muito familiar.

– Oh …

Tin só disse aquilo, então o vi caminhar e entrar em seu Porsche. Eu ainda estava pensando sobre o déjà vu que tive com a expressão dele.

– Tin, você está bem?

– Não, pode ir primeiro.

– Tudo bem, eu vou primeiro.

Depois que terminamos de conversar, eu fui para meu carro. Eu ainda estava pensando onde eu tinha visto aquela expressão antes quando meu celular começou a tocar.

– Hei, Ae.

– Sua aula já terminou? Você vai para o apartamento ou para sua casa?

– Pra casa, ainda não está muito tarde, então acho melhor ir para lá.

– Bem, eu tava preocupado que fosse dormir sozinho no apartamento. Quando chegar em casa me liga.

Eu até podia imaginar seu rosto agora, apenas seu tom de voz me fazia visualizar claramente o quanto ele estava preocupado comigo. Claro, eu queria continuar falando com ele, mas não queria o impedir de ir jogar bola com seus amigos. Antes de desligar, eu ainda falei para ele com uma intenção malvada: – Ae … eu estava com Tin agora …

O celular ficou mudo. Aquele silêncio significava que ele não estava feliz e seu tom quando falou foi duro.

– Por que você estava com ele? Vocês tinham que fazer alguma coisa juntos? Não vá com ele Pete!

Ele respondeu com seu tom irritado e arrogante, mas em vez de me sentir errado eu comecei a rir como um idiota.

– Não, nós já nos separamos agora. Estou indo para casa.

– Isso é bom, vá para casa mesmo, não vá com ele, você está indo para o carro agora? Ainda está na faculdade?

Ae continuava falando no celular e eu finalmente me lembrei de onde tinha visto aquela expressão de Tin de quando eu disse que Can e Ae tinham um bom relacionamento. Não foi a mesma expressão de Ae de quando ele ouviu sobre Tin? Era a mesma expressão de alguém que teve seu amor levado. Esses dois têm semelhanças incríveis!

Isso mesmo … esses dois são os reis do ciúmes de todo o sudeste asiático!

Ponto de vista do Ae

– Venha aqui Pond, venha aqui e me dê algumas informações. Eu quero saber algumas coisas sobre o Ae, não tenho visto ele há um tempo e ouvi que ele está saindo com alguém agora.

Hoje é o primeiro dia que chegamos a Pranburi e nosso veterano da escola, Mai, conseguiu vinho para bebermos no quintal de sua casa. O quintal da casa dele dá direto para praia e em algum ponto as flores se transformam em areia. Beber se tornou uma desculpa para arranjarmos tópico para conversar e, claro, o melhor assunto são as fofocas entre amigos.

Eu sou óbvio e não tenho opinião nenhuma, então não falo sobre os assuntos dos outros.

– O que você quer ouvir? Eu sei sobre tudo muito bem, desde o romance fora do dormitório até o que acontece dentro do quarto, na cama. Se eu não souber nada do que você quiser saber eu posso dizer tudo o que eu sei.

Hei …

Eu estava na cadeira de vime, então levantei a perna para bater em Pond, que quase caiu no chão e saiu correndo para o lado de Ai’Sun. Fechei a cara.

– Hei, o Ae é tímido. Você não quer que seus amigos saibam? Você é realmente arrogante!

– Eu também quero saber, mas de acordo com o que eu lembro, Ae não era uma pessoa que falava muito sobre amor na escola. Eu pensei que ele fosse falar sobre isso depois de jogar futebol, mas eu nunca pensei … Esse resultado é inesperado.

Ai’Dior fez outra piada. Eu realmente queria cuspir no rosto dele, mas acho que ele está certo.

Eu nunca estive interessado em ninguém antes e nunca dei em cima de qualquer pessoa também. Eu sentia que era totalmente desnecessário se apaixonar e que apenas ter o futebol na minha vida era o suficiente, mas então eu conheci o Pete e comecei a pensar de forma totalmente diferente. Tudo isso por causa de Pete.

– Sim, isso mesmo. Eu tenho que te dizer isso para que todo mundo entenda a situação. Tudo bem, me deixe dizer isso antes que todo mundo ache que você não quer mais ser nosso amigo depois de ter se formado …

Na minha opinião, os motivos de Pond são estúpidos, porque mesmo nos tempos da escola eu não costumava falar sobre meus sentimentos ou relacionamentos.

– Do que vocês estão falando?

Originalmente, o grupo de fofoqueiros era formado por Mai, Pond, Dior e Sun, mas achando que não era o suficiente, eles ainda adicionaram mais um membro, Dear, nosso outro amigo meio tailandês. Esse grupo de fofoqueiros realmente está me dando dor de cabeça, minhas sobrancelhas estão tão franzidas que elas quase se tocam.

– Estou falando de Pete.

– Oh, oh … eu também queria saber sobre isso. Mai, você ainda não viu Pete, né? Ele é muito bonito. Quando ele veio ficar conosco naquele dia eu achei que ele fosse alguma estrela. Estrelas tem a pele clara e são muito bonitos, além disso, ele sorria como Fanghua. Sun, você tem algumas fotos do Pete, né? Vocês tiraram algumas fotos.

Quando ele disse aquilo eu me virei para olhar Ai’Sun. Eu lembro dele ter tirado algumas fotos com Pete por isso quase disse a ele que me entregasse seu celular.

Claro, eu definitivamente queria pegar o celular dele, achar as fotos e as apagar. Naquele tempo eu não tinha esse direito, mas agora eu definitivamente tenho.

– Hei … Dear, você tem memória de sete segundos como um peixinho dourado? Foi por causa daquela foto que eu briguei com o P’Rio, lembra? Ele queria ir e encontrar quem estava na foto, por isso eu a apaguei. Eu tinha que ser esperto.

Dear, que estava bravo, começou a rir bem alto. Eu não ligava muito para aquilo desde que agora eu sabia que a foto tinha sido apagada.

– Você é tão estúpido, qualquer pessoa com capacidade de se casar com você também é estúpido.

Algumas vezes eu simpatizo com Dear, porque mesmo que meu QI não seja tão elevado quanto o dele, meu sexto sentido é mais alto que o dele. Algumas vezes ele é tão estúpido que eu acho que ele vai ser morto por esse grupo.

– Eu não quero te bater Dear.

Meu coração ainda está em dúvida, eu realmente acho que esse grupo de pessoas malvadas é prejudicial.

Mai foi o primeiro a causar danos. Algumas vezes nós nos perguntamos por que somos tão unidos quando provocamos Dear. O próximo a se perder foi Dior: – Você fez a pergunta. Agora é um bom momento para explicar sua estupidez.

– Quando eu fui estúpido?

Dear nunca aprende sua lição, ele sabe que todo mundo só está brincando com sua falta de sorte. Ele acha que todo mundo está sendo arrogante. As sobrancelhas de Ai’Sun estão franzidas por causa da pergunta de Dear. Eu realmente quero ir lá e dar um tapa nele.

– Se você não quer terminar, você não pode ser estúpido. Claro que esse tipo de coisa é estúpida. Oh … nós não te amamos incondicionalmente e feito idiotas como o seu Porch.

Então Dear voltou a ser o alvo deles de novo e eu apenas sentei e tomei minha bebida. Desde que eles pararam de falar sobre mim minha melhor defesa é o silêncio, se eu voltar a falar eles vão me fazer o assunto deles de novo.

– Mas eu acho que o assunto do Ae é mais interessante!

– Hei! Por que você está me fazendo o assunto de novo? – Murmurei, então todo mundo voltou a olhar para mim, sorrindo.

– Não se metam na minha vida! – Briguei, mas quanto mais eu proibia eles mais eu colocava fogo em suas curiosidades.

– E por que sua vida é digna de ficar fora da fofoca? Eu também quero saber que tipo de pessoa um anão como você conseguiu se entrelaçar, oh … eu também quero saber o quanto você está sério sobre esse relacionamento.

Eu sei o quanto Mai pode ser intimidador, mas também sei que depois de confrontar ele, ele vai se tornar uma alma morta, então abri minha boca e disse: – Ele é dez vezes mais bonito que você!

– …

De repente todo mundo ficou quieto, pois ninguém esperava que eu fosse me gabar de Pete, mas então Pond começou a rir bem alto.

– Hei, todo mundo, ouça! Eu não sei quantas vezes eu já ouvi ele se gabando do Pete, meu amigo faz tanto isso que eu acho que minhas orelhas vão cair. Olhem para ele, esse melãozinho de inverno geralmente é calado, mas ele está olhando para o oceano agora, porque com certeza vai corar quando falar do namorado …

– Você quer mudar seu parceiro de quarto ano que vem?

Antes que ele falasse mais alguma coisa eu o ameacei até ele ficar em lágrimas.

– Sim, eu não sou seu jovem Pete. Você quer me jogar para fora do seu dormitório para ir morar perto do seu namorado, não invente desculpas!

– Pond, você é realmente lamentável, agora que o Ae tem um namorado ele vai jogar o amigo fora. Eles realmente são do mesmo sexo!

Sun ainda estava comentando sem tomar partido, mas pegou a cabeça de Pond e o colocou em seu ombro enquanto Dior usava o guardanapo para secar as lágrimas dele. Pond se virou para olhar para mim enquanto fingia falar em um tom emotivo: – Você não é mais o mesmo de antes, como você pôde se tornar assim depois de conhecer ele?!

– Vocês realmente são um grupo de rainhas do drama! – Reclamei em voz alta, fazendo eles rirem.

Eu realmente queria jogar eles no oceano para alimentar os tubarões, mas naquele momento o som da uma mensagem da Line apitou no meu celular.

Pete: Ae, o que você está fazendo?

Eu imediatamente olhei para eles e logo percebi que eles tinham esticado seus pescoços como girafas para ver o que tinha no meu celular, então eu disse em um tom frio: – Primeiro eu vou atender meu celular.

– Hei, com quem você está conversando? – Perguntaram em uníssono. Olhei para eles e disse: – Com quem eu estou falando não tem nada a ver com vocês!

– Hei, Sun, meu coração está ferido … eu acho que meu baço está ruim, eu vou morrer …

Mai é realmente um ator, agora, bem na minha frente, ele está dizendo que seu baço está ruim enquanto Sun está deitado no chão fazendo a maior cena.

– Eu também tenho um problema e é difícil ficar curado. Será que estou com psoríase*?

(*Doença de pele. As doenças e problemas que eles estão falando realmente não tem nenhuma ligação kkkk, eles só estão fazendo drama.)

Por um momento eles inventaram vários motivos de morte, porque eu não disse com quem estava conversando, mas eu estava meio bêbado e não ligava para a loucura deles, então caminhei em direção a casa em passos largos. Ah, essa bela vista é toda graças ao namorado de Dear.

– Hei, todo mundo, na verdade eu também quero saber como até Ae pode estar apaixonado, o que você acha disso pequeno idiota?

Fugi da área de guerra, onde eles se recusaram a parar com o fogo cruzado, mas agora o ponto de ataque deles era outro.

– Ae não está aqui. Confesse sobre o idiota do Dear, Porch.

Viu? Eles encontraram outra vítima, mas eu realmente não ligava para aquilo. Fui para o outro lado da casa e digitei o número de alguém. Essa pessoa me fez perceber algo pela primeira vez.

Depois que eu disquei o número uma voz cativante, baixa e muito confortável foi ouvida do outro lado da linha.

– Hei … Ae.

Comecei a sorrir assim que ouvi sua voz.

– O que você está fazendo? Já jantou?

– Já jantei, já tomei banho também. Acho que ainda vou fazer minha tarefa antes de dormir.

– Então eu estou te incomodando?

– Não, não, não, não, pode falar, podemos conversar Ae.

Ouvindo a afobação dele eu já até podia imaginar a expressão que ele estava fazendo. No começo eu só queria ligar para ouvir a voz dele, mas agora que eu ouvi eu mudei de ideia. Fui para o segundo andar da casa e da varanda eu pude ouvir a voz dos meus amigos conversando bem alto, então pensei que fazia um bom tempo que eu não ouvia a voz do meu namorado.

– Ae, como foi o jogo? Onde você jogou?

Na verdade eu realmente queria perguntar por que ele estava com Tin hoje, mas se eu pensasse demais nisso eu ficaria irritado, então eu desisti e decidi responder a pergunta dele.

– Eu joguei no meio campo. Meus amigos não tinham um ponto específico, eu te disse antes. O namorado do Dear patrocinou nossa viagem e eles foram para onde queriam. Mai, eu não sei o que aconteceu com ele, a bexiga dele diminuiu e ele virou um rio, porque a cada cinco minutos ele para pra fazer xixi …

Depois de dizer aquilo eu fiquei cansado mais uma vez e balancei minha cabeça. Eu apenas ouvi a risada de Pete e senti vontade de continuar.

– Mai realmente tem algum problema. Quando nós estávamos no ponto de gás hoje ele disse alguma coisa para o namorado de Dear e quando eu voltei para onde eles estavam, o namorado de Dear disse que podíamos comprar qualquer coisa. Quando ele foi olhar, Mai tinha uma caixa de cerveja, mas o mais incrível foi Dior, você conhece ele, o cara alto de óculos, ele pegou uma máscara clareadora, creme de barbear e alguns absorventes …

– Huh? Absorventes?

– Bem, eu balancei minha cabeça quando vi aquilo. Ele disse que a família dele acredita que quando alguém sai para viajar é necessário trazer de volta absorventes para sua mãe …

– Hahahaha … isso é tão engraçado, hahahahaha … eu não esperava que Dior fosse esse tipo de pessoa, hahahahahahahahahaha …

Eu ainda não tinha acabado de falar, mas Pete já não conseguia não parar de rir. Ouvir a risada dele me deixava feliz, então acabei sorrindo sozinho. Eu queria ver a expressão dele agora.

Na verdade eu não sou o tipo de pessoa que fica horas falando no celular, eu geralmente evito isso e quando tenho uma chamada eu geralmente ignoro. Eu sempre vi as pessoas conversando sobre nada no celular e isso sempre pareceu muito entediante, por isso eu nunca me imaginei fazendo. Quem ia imaginar que eu me apaixonaria a esse ponto? Isso é muito louco e não é tão ruim quanto eu achei que seria.

Nós conversamos até eu ouvir meus amigos gritarem que eu estava fazendo os tubarões sentarem no oceano, então eu disse: – Eu tenho que desligar …

– Bem, então boa noite Ae … oh …

Pete ficou em silêncio por um minuto, hesitante, e eu apenas aguardei ele falar, então quando ele falou com seu tom envergonhado eu também fiquei tímido.

– Estou com saudades!

Depois que ele terminou de falar, ficou quieto esperando pela minha resposta. Eu não consegui segurar o riso, depois eu respondi de forma calorosa: – Eu também estou com saudades Pete.

Pete é meu primeiro amor e essa é a primeira vez que eu sinto tanto a falta de alguém … eu quero voltar a Bangkok logo!

Ponto de vista do Pete

– Você quer ligar para o Ae? Será que você quer que eu te ligue?

Naquele momento eu estava ajoelhado na cama, olhando para o celular em cima do travesseiro enquanto hesitava sobre ligar ou não para meu namorado. Hoje era a última noite da viagem de Ae com seus amigos, então eles deviam estar se divertindo e eu não queria incomodar ele.

– Será que você já dormiu?

Suspirei, então peguei meu celular e o desbloqueei, vendo que já eram onze da noite e não tinha uma única notificação de Ae. Eu tinha ligado para ele naquela tarde, por isso não ousava ligar para ele de novo agora. Os amigos dele tinham rido e implicado com ele, o chamando de marido, por isso eu não queria o incomodar de novo.

Hei …

– Oh, eu estou tão solitário … e eu ainda tenho que ir pra casa do meu pai nas férias, será que vou morrer de solidão?

Eu finalmente deitei na cama e murmurei para mim mesmo, então suspirei e pensei que uma vida sem o Ae estava além do meu alcance. Oh, apenas algumas horas sem ouvir a voz dele já me faziam sentir louco, então a ideia de ir ver meu pai na Alemanha esse ano era bem solitária.

Eu não quero ir!

Todos os anos eu digo que não quero ir, porque não quero deixar minha mãe sozinha na Tailândia, mas meu pai está na Alemanha. Também tem a outra família dele, meu irmão dez anos mais novo que eu e a esposa dele. Apesar de eu não ter ressentimentos com a esposa do meu pai por ter levado o amor do meu pai embora eu realmente não queria ir para lá todos os anos.

Eu estava pensando sobre aquilo quando ouvi meu celular tocar, então o peguei e quando vi de quem era a ligação todos aqueles pensamentos de um segundo segundo atrás evaporaram.

– Oi Ae.

– Estava dormindo?

– Ainda não, eu estava esperando você me ligar. – De primeira eu pensei em manter aquilo como segredo, mas depois que eu pensei melhor, percebi que não tinha motivo para esconder que eu sentia falta dele. Mas acontece que ele ficou em silêncio por muito tempo, por isso eu tive que chamá-lo: – Ae … você me ouviu?

Você está me matando!

Eu mantive meus olhos fechados e não sabia se tinha dito algo errado, mas antes que eu pudesse perguntar qualquer coisa, ele voltou a falar algo, como se estivesse segurando alguma emoção: – Agora meus ouvidos estão cheios.

– Huh?

Ouvi um choramingo bem alto e nervoso.

O que foi esse gemido? Onde o Ae está? Com quem ele está? Eu não conseguia evitar os pensamentos ruins. Eu sabia o quão horrível eu estava naquele momento sem olhar no espelho. Eu apenas ouvi o outro lado da linha, então ele disse com uma voz de tédio: – Dear e o namorado foram para o quarto … talvez eles não saibam que as paredes daqui são mais finas do que em Lin Daiyu, será que ele não sabia que a partição tinha um motivo para ouvir? Os gemidos constantes deles estão me matando e é estranho saber que Dear ficou comovido com a música que Porch cantou para ele.

*Suspiro*

– Por que você está suspirando?

– Não estou suspirando!

Eu finalmente estava aliviado. Eu estava imaginando quem iria ousar me dizer que Ae teve algo com outra pessoa, por isso não consegui evitar a risada, enquanto eu ria a voz de Ae ficou mais dura.

– Você realmente pensou que eu estava com outra pessoa? De verdade?

– Não, não, não! – Eu neguei. Eu não podia admitir aquilo. Ouvi ele suspirar e apenas pelo seu tom eu podia imaginar que ele estava puxando o cabelo com riva.

– O que eu faria com outra pessoa? Eu penso em você, claro, eu sinto sua falta, mas infelizmente você não veio comigo …

Por que você disse isso?!

Eu subitamente me senti ferido, mas só um pouco, porque logo Ae continuou falando: – Sua voz é muito mais bonita que a de Dear e eu gosto de ouvir você chamar meu nome quando estamos juntos*.

(*Sim, no sentido de estarem fazendo sexo.)

– Mais bonita? O que tem de tão belo na voz de um homem?

– Para mim a sua voz é simplesmente bonita, Ah!

Eu gostaria de brigar com Ae, dizer que ele nunca pensava em como eu podia ficar envergonhado ouvindo isso e também como já tínhamos feito aquilo várias vezes. Toda vez que estávamos juntos e eu chamava seu nome, eu ficava muito envergonhado quando ele dizia que gostava de me ouvir dizer aquilo.

– Ah … o namorado de Dear cantou para ele, que música foi?

Mudei o assunto, louco para escapar da minha vergonha. Ae embarcou no meu assunto com uma risada gostosa.

– Eu não sei, foi alguma coisa em inglês … mas eu já ouvi a versão tailandesa antes, é uma música antiga que eu não consigo lembrar o nome, mas comoveu tanto Dear que ele chorou … no grupo de Mai, um amigo de Dear tocou guitarra enquanto Pond cantava.

O assunto foi mudado com sucesso e por um minuto eu fiquei perdido. Eu era tão tímido, mas mesmo assim eu pensei e perguntei: – Então também você vai cantar para mim?

– Hei, eu não sei cantar. Algumas vezes eu ouço músicas sem saber o nome delas.

Mesmo sabendo que Ae não sabia cantar, eu ainda insisti: – Cante alguma coisa para mim.

– Eu disse que não sei cantar. – Assim que ele disse aquilo eu pensei que ele não ia dizer mais nada, mas então ele continuou: – Sim, mas se tem uma música que eu gostaria de cantar … para você, eu acho que é essa música.

– Qual música? – Eu subitamente fiquei animado. Ae disse que tem uma música que ele gostaria de cantar para mim, mas acontece que depois que eu perguntei aquilo ele ficou em silêncio por um bom tempo. – Ae …

– Eu não consigo lembrar da letra toda. Não vou cantar, assim seus ouvidos não precisam passar por essa tortura.

Ae, mesmo que você tenha dito isso eu ainda quero saber, por isso insisto mais uma vez: – Ok, Ae, se eu quiser ouvir então apenas cante para mim, ok?

– Oh, qual é? Vamos lá! Eu só vou cantar uma vez …

– Uh-huh

Prendi minha respiração e ouvi com cuidado. Ouvi um som abafado de passos pelo celular e imaginei que talvez ele tivesse ido para fora da casa, depois de um momento de silêncio ele começou a cantar: – Isso provavelmente é amor …

Quando ouvi a primeira parte da música eu senti meu coração bater mais rápido, como se algo tivesse preenchido e aquecido meu peito, então continuei a ouvir ele cantar para mim com sua voz profunda.

– … pois faz a vida ter mais significado. Talvez isso seja amor, pois torna as coisas mais fáceis …

Ae não cantava muito bem, mas mesmo assim eu não quis arrancar minhas orelhas. Meu coração estava tão acelerado que eu sentia como se ele quisesse escapar do meu peito. Eu nunca pensei que Ae fosse cantar essa música para mim “Talvez isso seja amor”.

Ae nunca disse que me amava, nunca, nenhuma vez, mas agora ele estava se declarando para mim através da música, né? Mesmo que ele não saiba, ele acabou de se confessar. Eu sou o amor dele. Simples assim, certo? Então eu disse a ele com a voz trêmula: – Ae … eu te amo!

– …

Ele ficou em silêncio por um momento antes de dizer: – Eu sei Pete, porque eu sinto a mesma coisa por você.

Viu? Ae não consegue dizer a palavra amor, mas para mim isso já é o suficiente. Nós conversamos por um tempo antes dele desligar. Segurei meu celular bem apertado e lacrimejei enquanto sorria.

Se você está se perguntando por que estou chorando, é por causa da origem da música.

Talvez isso seja amor, pois faz a vida ter mais significado …”

Quando a música tocou de novo não foi a voz de Ae que eu ouvi, mas sim o meu toque do celular escolhido especialmente para ele. Depois que P’Trump roubou meu celular e eu comprei um novo eu escolhi aquele toque especialmente para Ae.

Eu estava muito chateado com a escolha da música, até que eu encontrei a certa e então, naquele momento, eu soube que ele era meu amor.

– Ae … – Peguei meu celular e ouvi a mensagem que ele tinha deixado para mim. Não consegui ficar calado.

– Eu esqueci de te dizer … sinto sua falta!

Ae desligou de novo, então eu apertei meu celular mais uma vez e disse de forma calorosa: – Quer saber de uma coisa? Você é o meu amor.

Vamos esperar que isso chegue ao coração de Ae.